publicidade

Vedações e revestimentos verticais >> Janelas

Janelas (esquadrias externas)

Resistência às cargas distribuídas 

A esquadria, quando submetida à pressão (carga distribuída) prescrita para a região em que será utilizada não pode:

  • Apresentar ruptura, ou colapso total ou parcial de qualquer de seus componentes, inclusive o vidro.
  • Ter seu desempenho deteriorado, quanto às condições de abertura e fechamento, acima dos valores máximos fixados pela norma.
  • Ter o seu desempenho, quanto à permeabilidade ao ar, no caso de esquadrias instaladas em edificações climatizadas, acima de um nível de desempenho.
  • Apresentar deflexão máxima instantânea superior a L/175 do perfil, onde L é o comprimento livre dos componentes analisados; em nenhum caso deve ser superior a 30 mm em qualquer um dos seus perfis.
  • Apresentar ruptura, ou colapso total ou parcial de qualquer de seus componentes, inclusive o vidro.

Permeabilidade ao ar (ABNT NBR 10821-2:2017)

A janela pode ser classificada em três níveis (mínimo, intermediário e superior) conforme ensaio previsto na ABNT NBR 10821-3, considerando a vazão de ar para uma pressão de 50 Pa. Para edificações climatizadas, para janelas de folhas fixas, a penetração máxima de ar é de 5,5 m³/h.m².

Solicitar a qualificação ou a certificação do produto

Obs.: A empresa deverá informar se o seu produto é qualificado ou certificado, o programa, a entidade coordenadora geral, a entidade gestora técnica ou o OCP (Organismo de Certificação do Produto) e o laboratório de referência.

Solicitar informações sobre a classificação ambiental

  • Classificação do resíduo: O fabricante deve informar a classe de resíduo, conforme resolução CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) 307, de 05 de julho de 2002, e 431, de 24 de maio de 2011.
  • O FABRICANTE DEVE INFORMAR A CLASSE DO SEU PRODUTO.
  • Destinação do resíduo: O fabricante deve informar a destinação dos resíduos.
  • O FABRICANTE DEVE INFORMAR A DESTINAÇÃO, CONFORME RESOLUÇÃO DO CONAMA

Obs.: Caso a empresa tenha DECLARAÇÃO AMBIENTAL DO PRODUTO, solicitar as informações.

DESEMPENHO

  • Quanto ao uso
    A empresa deverá apresentar informações a respeito da permeabilidade do ar, estanqueidade à água, resistência às cargas uniformemente distribuídas, operações de manuseio e segurança nas operações de manuseio. Deve ser indicada a região onde poderá ser empregada a janela e o limite de altura da edificação.
  • Desempenho térmico
    Apresentar dados de desempenho térmico, com regiões bioclimáticas.
  • Desempenho acústico
    Apresentar a classe de isolação a ruídos aéreos e o valor de Rw obtido em laboratório, para a janela.
  • Durabilidade
    A empresa deverá apresentar informações a respeito da durabilidade e da vida útil de projeto do produto. A empresa deve apresentar informações a respeito da resistência à corrosão no caso das esquadrias de aço.

Manutenção

O fabricante deverá especificar os serviços de manutenção para atingir a vida útil de projeto e as condições e equipamentos necessários à realização dos serviços de manutenção.

Como Comprar

Itens a serem verificados e/ou solicitados no momento da compra e recebimento.

  • Considerar as diferenças entre as esquadrias padronizadas disponíveis no mercado, principalmente no que diz respeito à movimentação das folhas, que podem ser fixas, basculantes, pivotantes, de abrir ou projetantes, entre outras opções.
  • Saber os pavimentos a que a esquadria atende também é importante, pois as normas técnicas diferenciam o produto por faixa de altura das edificações até 30 andares.
  • Verificar se o fabricante faz parte do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H).
  • As esquadrias devem chegar ao canteiro embaladas e identificadas por tipo, andar de instalação e outras características relevantes.
  • O armazenamento deve ser feito em local seguro, afastado da circulação de pessoas e equipamentos, seco, coberto e livre de poeira. As peças devem ser colocadas sobre calços, na vertical, apoiadas umas nas outras e separadas por cunhas de madeira, papelão ou pedaços de feltros ou outros materiais macios, para evitar riscos e danos.
  • Atentar para os pontos de interface entre alvenaria e revestimentos, pois o nível, o prumo e o acabamento da alvenaria podem influenciar na instalação da esquadria.
  • O serviço é iniciado depois de finalizados os revestimentos internos e externos da alvenaria, bem como a pintura.
  • As superfícies de alumínio não podem ser expostas ao contato com cimento e argamassas, nem mesmo com resíduo aquoso desses materiais ou com ácido clorídrico. Após a instalação das esquadrias, se ainda houver serviços pendentes a serem executados, é recomendável proteger os caixilhos com vaselina ou plásticos adesivos.
PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4

publicidade

publicidade

Destaques da Loja Pini

A consulta dos profissionais ao site CONSTRUNORMAS não substitui, em hipótese alguma, o exame detalhado das normas técnicas vigentes junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Pelo contrário, as interpretações e apontamentos reunidos no site visam facilitar e estimular o consumo frequente das informações integralmente contidas nos textos das normas, comercializadas nos canais autorizados pela ABNT (http://www.abnt.org.br/)