publicidade

Notícias >>

Revisada e ampliada, norma técnica sobre esquadrias externas entra em vigor

Partes modificadas abordam questões como requisitos, classificação, desempenho, instalação e manutenção

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
20/Fevereiro/2017
Marcelo Scandaroli

Entraram em vigor as partes 2, 4 e 5 da NBR 10821 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que trata de esquadrias externas, independentemente do tipo de material. A parte 2 diz respeito aos requisitos e classificação; a 4 sobre requisitos adicionais de desempenho; e a 5 sobre instalação e manutenção.

Em entrevista dada em novembro do ano passado à Revista Téchne, Fabíola Beltrame, coordenadora da Comissão de Estudos Especiais de Esquadrias (CEE-191), disse que o texto foi revisado para atender os requisitos exigidos pela Norma de Desempenho, a NBR 15.575, principalmente em relação a estanqueidade e ao conforto térmico e acústico.

"A esquadria afeta diretamente estes desempenhos na edificação. Então elaborada a parte 4 - Requisitos adicionais de desempenho, que trata do desempenho acústico e térmico das esquadrias no molde dos requisitos da ABNT NBR 15.575-4. Com base na parte 4, quando o consumidor especificar ou adquirir a esquadria ele pode escolher a classificação que deseja para que, em conjunto com a alvenaria, ela possa atender à solicitação da ABNT NBR 15.575-4", disse. Para conferir outras mudanças, clique aqui e leia a entrevista completa

As partes 1, 2 e 3 da norma foram publicadas em 2011 e o texto esteve em consulta pública até o dia 14 de agosto de 2014. A reunião de análise de votos foi realizada em outubro de 2016, e posteriormente os textos foram encaminhados para a ABNT para editoração final.

Segundo a engenheira, a Comissão de Materiais e Tecnologia da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (COMAT/CBIC) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) lançarão em maio um guia orientativo para a especificação do sistema em parceria com entidades do setor de esquadrias, como Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio (Afeal), Associação Nacional dos Fabricantes de Esquadrias de Aço (Afeaço), Associação Brasileira dos Fabricantes de Perfis de PVC para Construção Civil (Afap), Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro), Sindicato da Indústria de Artefatos de Metais Não Ferrosos de São Paulo (Siamfesp) e Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci).

publicidade

publicidade

Destaques da Loja Pini

A consulta dos profissionais ao site CONSTRUNORMAS não substitui, em hipótese alguma, o exame detalhado das normas técnicas vigentes junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Pelo contrário, as interpretações e apontamentos reunidos no site visam facilitar e estimular o consumo frequente das informações integralmente contidas nos textos das normas, comercializadas nos canais autorizados pela ABNT (http://www.abnt.org.br/)