publicidade

Notícias >>

Norma técnica que trata dos requisitos para portas de madeira está em revisão

Objetivo é adequar a NBR 15.930 à Norma de Desempenho. Texto deve entrar em consulta nacional ainda neste ano

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
10/Novembro/2016
Pixabay

Comissão de estudos do Comitê Brasileiro da Madeira (CB-31) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) retomou o trabalho de revisão da parte 2 da NBR 15.930, que trata dos requisitos das portas de madeira para edificações. O objetivo é que o texto se adeque à Norma de Desempenho (NBR 15.575).

A revisão deve resultar em uma melhora de qualidade de fabricação de portas e na forma como o setor adquire o produto, já que ela traz segurança à toda a cadeia produtiva. Esse é o argumento defendido pelo conselho gestor do Comitê de Portas da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci).

A Abimci também desenvolve o Programa Setorial da Qualidade de Portas de Madeira para Edificações (PSQ-PME), que conta com 21 indústrias e visa ao fortalecimento do segmento através do atendimento dos requisitos estabelecidos das normas, além de possibilitar o acesso à certificação, de acordo com a NBR 15.930.

As empresas já percebem uma preferência dos clientes por produtos certificados, já que as construtoras procuram atender às exigências da Norma de Desempenho da construção (NBR 15.575).

Os produtos que buscam a certificação passam, atualmente, por nove ensaios. Com a revisão da norma, mais dois devem ser incluídos. Os requisitos adicionados devem contemplar tópicos como esforços mecânicos e ciclos de abertura e fechamento.

Paralelo à revisão da parte 2 da norma, que deve entrar em consulta pública ainda neste ano, a comissão de estudos deve também continuar elaborando os textos-bases das partes relativas a requisitos de desempenho adicionais, como isolamentos acústico, térmico e às radiações, resistência ao fogo, segurança anti-intrusão, acessibilidade e saída de emergência; e à instalação e manutenção.

publicidade

publicidade

Destaques da Loja Pini

A consulta dos profissionais ao site CONSTRUNORMAS não substitui, em hipótese alguma, o exame detalhado das normas técnicas vigentes junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Pelo contrário, as interpretações e apontamentos reunidos no site visam facilitar e estimular o consumo frequente das informações integralmente contidas nos textos das normas, comercializadas nos canais autorizados pela ABNT (http://www.abnt.org.br/)