publicidade

Notícias >>

CB-002 cria comissão de estudo para normatizar a conservação da água em edificações

Grupo vai debater uso de equipamentos que diminuam o consumo de água potável e o reuso de água em habitações

Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb
8/Maio/2017
Marcelo Scandaroli

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) criou no âmbito do Comitê Brasileiro da Construção Civil (ABNT/CB-002) a Comissão de Estudo de Conservação de Água em Edificações (CE 002:146.004). O grupo, que se reunirá mensalmente, surgiu após a crise hídrica em 2015 na região Sudeste e em 2017 na região Centro-Oeste.

O objetivo é debater a necessidade de leis que tornem obrigatório uso de equipamentos que diminuam o consumo de água potável e o reuso de água em edificações. "Algumas empresas, profissionais e usuários têm utilizado fontes alternativas sem embasamento técnico podendo ocorrer equívocos, bem como adotadas práticas de redução de consumo sem se atentar pelos resultados obtidos", afirma Lilian Sarrouf, coordenadora da CE 002:146.004.

Participam da comissão representantes de projetistas, construtoras, instaladoras, fabricantes, universidades, centros de pesquisa e órgãos de governo, que levantam o debate de elaboração de normas e temas relacionados a conservação da água.

Um dos principais temas dentro da conservação da água é a gestão de oferta e demanda, por meio do balanço hídrico da edificação e no estudo de viabilidade técnica e econômica. Já em relação ao uso de fontes alternativas, serão necessários definir conceitos para um sistema que proporcione eficiência e segurança no uso.

É necessário para a eficácia da norma não só o acompanhamento de todos os processos da gestão até a conscientização de usuários das edificações.

publicidade

publicidade

Destaques da Loja Pini

A consulta dos profissionais ao site CONSTRUNORMAS não substitui, em hipótese alguma, o exame detalhado das normas técnicas vigentes junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Pelo contrário, as interpretações e apontamentos reunidos no site visam facilitar e estimular o consumo frequente das informações integralmente contidas nos textos das normas, comercializadas nos canais autorizados pela ABNT (http://www.abnt.org.br/)