publicidade

Instalações elétricas de baixa tensão >> Aterramento

Proteção contra descargas atmosféricas


Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) - Sistema destinado a proteger uma estrutura contra os efeitos das descargas atmosféricas. É composto de um sistema externo e de um sistema interno de proteção.

Características técnicas para atender a norma:

Materiais para SPDA e condições de utilização

Norma ABNT NBR 5419-3:2015 - Proteção contra descargas atmosféricas - Parte 3: Danos físicos a estruturas e perigos à vida
Material Utilização Corrosão
Ao ar livre Na terra No concreto ou reboco No concreto armado Resistência Aumentado por Podem ser destruídos por acoplamento galvânico
Cobre Maciço
Encordoado
Como cobertura
Maciço
Encordoado
Como cobertura
Maciço
Encordoado
Como cobertura
Não permitido Boa em muitos ambientes Compostos sulfurados
Materiais orgânicos
Altos conteúdos de cloretos
-
Aço galvanizado a quente Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Aceitável no ar, em concreto e em solos salubres Altos conteúdos de cloretos Cobre
Aço inoxidável Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Bom em muitos ambientes Altos conteúdos de cloretos -
Aço revestido por cobre Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Maciço
Encordoado
Não permitido Bom em muitos ambientes Compostos sulfurados -
Alumínio Maciço
Encordoado
Não permitido Não permitido Não permitido Bom em atmosferas contendo baixas concentrações de sulfurados e cloretos Soluções alcalinas Cobre

Nota 1: A tabela acima fornece um guia geral. Em circunstâncias especiais, considerações de imunização de corrosão mais cuidadosas são requeridas.

Nota 2: Condutores encordoados são mais vulneráveis à corrosão do que condutores sólidos. Também são vulneráveis quando entram ou saem nas posições concreto/terra.

Nota 3: Aço galvanizado a quente pode ser oxidado em solo argiloso, úmido ou com solo salgado.

Características físicas de materiais típicos utilizados em componentes SPDA

Norma ABNT NBR 5419-1:2015 - Proteção contra descargas atmosféricas - Parte 1: Princípios gerais
Grandeza Material
Alumínio Aço doce Cobre Aço inoxidável*
ρ0 [Ωm] 29 x 109 120 x 109 17,8 x 109 700 x 109
α [1/k] 4,0 x 10-3 6,5 x 10-3 3,92 x 10-3 0,8 x 10-3
γ [kg/m3] 2700 7700 8920 8000
θs [°C] 658 1530 1080 1500
Cs [J/kg] 397 x 10-3 272 x 10-3 209 x 10-3 -
Cw [J/kgK] 908 469 385 500

*Material austenítico não magnético.

ρ0 = resistência ôhmica específica de um condutor na temperatura ambiente
α = coeficiente de temperatura da resistência (1/K)
γ = densidade do material
θs = temperatura de fusão
Cs = calor latente da fusão
Cw = capacidade térmica

Elevação de temperatura para condutores de diferentes seções em função de W/R

Norma ABNT NBR 5419-1:2015 - Proteção contra descargas atmosféricas - Parte 1: Princípios gerais
Seção (mm²) Material
Alumínio Aço doce Cobre Aço inoxidável*
W/R (MJ/Ω) W/R (MJ/Ω) W/R (MJ/Ω) W/R (MJ/Ω)
2,5 5,6 10 2,5 5,6 10 2,5 5,6 10 2,5 5,6 10
4 - - - - - - - - - - - -
10 564 - - - - - 169 542 - - - -
16 146 454 - 1120 - - 56 143 309 - - -
25 52 132 283 211 913 - 22 51 98 940 - -
50 12 28 52 37 96 211 5 12 22 190 460 940
100 3 7 12 9 20 374 1 3 5 45 100 190

*Material austenítico não magnético.
W/R = energia específica do impulso de corrente

Distância entre os condutores de descida e entre os anéis condutores de acordo com a classe do SPDA

Norma ABNT NBR 5419-3:2015 - Proteção contra descargas atmosféricas - Parte 3: Danos físicos a estruturas e perigos à vida
Classe do SPDA Distâncias (m)
I 10
II 10
III 15
IV 20 

É aceitável que o espaçamento dos condutores de descidas tenha no máximo 20% além dos valores acima.

Distância máxima para fixação dos condutores do SPDA

Norma ABNT NBR 5419-3:2015 - Proteção contra descargas atmosféricas - Parte 3: Danos físicos a estruturas e perigos à vida
Distância Tipo de condutor
até 1,0 m para condutores flexíveis (cabos e cordoalhas) na horizontal
até 1,5 m para condutores flexíveis (cabos e cordoalhas) na vertical ou inclinado
até 1,0 m para condutores flexíveis (fitas e barras) na horizontal
até 1,5 m para condutores flexíveis (fitas e barras) na vertical ou inclinado

Solicitar informações sobre a classificação ambiental

  • Classificação do resíduo: conforme resolução CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) 307, de 05 de julho de 2002, e 431, de 24 de maio de 2011, os resíduos podem ser considerados de classe B.
  • O FABRICANTE DEVE INFORMAR A CLASSE DO SEU PRODUTO.
  • Destinação do resíduo: os resíduos de classe B são recicláveis.
  • O FABRICANTE DEVE INFORMAR A DESTINAÇÃO, CONFORME RESOLUÇÃO DO CONAMA

Obs.: Caso a empresa tenha DECLARAÇÃO AMBIENTAL DO PRODUTO, solicitar as informações.

DESEMPENHO

  • Durabilidade
    A empresa deverá apresentar informações a respeito da vida útil de projeto do produto.

Manutenção

O fabricante deverá especificar os serviços de manutenção para atingir a vida útil de projeto e as condições e equipamentos necessários à realização dos serviços de manutenção.

 

publicidade

publicidade

Destaques da Loja Pini

A consulta dos profissionais ao site CONSTRUNORMAS não substitui, em hipótese alguma, o exame detalhado das normas técnicas vigentes junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Pelo contrário, as interpretações e apontamentos reunidos no site visam facilitar e estimular o consumo frequente das informações integralmente contidas nos textos das normas, comercializadas nos canais autorizados pela ABNT (http://www.abnt.org.br/)