publicidade

Coberturas e forros >>

Telhas plásticas - PRFV (Poliéster Reforçado com Fibras de Vidro)


Características técnicas para atender a norma:

Norma ABNT NBR 14115:1998 - Poliéster reforçado com fibras de vidro - Chapas planas ou onduladas - Requisitos

Espessuras nominais (mm)

Largura

Comprimento

Esquadro

Teor de vidro

0,8

Definida mediante acordo entre comprador e fornecedor; a variação máxima admitida é de 1%

Definido mediante acordo entre comprador e fornecedor; a variação máxima admitida é de 10 mm

Variação máxima admitida de 5% da largura total da telha, segundo o corte transversal

Entre 25% e 29%

1,0

1,2

1,5

2,0

2,5

Obs.: Não há especificação das características mecânicas.

Solicitar a qualificação ou certificação do produto

Obs.: A empresa deverá informar se o seu produto é qualificado ou certificado, o programa, a entidade coordenadora geral, a entidade gestora técnica ou o OCP (Organismo de Certificação do Produto).

Solicitar informações sobre a classificação ambiental

  • Classificação do resíduo: de acordo com a NBR 10004:2004, os resíduos podem ser considerados de classe II A - Não inertes.
  • O FABRICANTE DEVE INFORMAR A CLASSE DO SEU PRODUTO.
  • Destinação do resíduo: Recomenda-se verificar com o fabricante qual a destinação do resíduo das telhas de PRFV.
  • O FABRICANTE DEVE INFORMAR A DESTINAÇÃO, CONFORME RESOLUÇÃO DO CONAMA

Obs.: Caso a empresa tenha DECLARAÇÃO AMBIENTAL DO PRODUTO, solicitar as informações.

DESEMPENHO

  • Desempenho estrutural e segurança no uso e operação (NBR 15575-5)
    A empresa deve informar características de desempenho mecânico, como resistência à ação do vento, resistência a solicitações de manutenção, resistência ao granizo, risco de deslizamento de telhas, possibilidade do caminhamento de pessoas.
  • Estanqueidade à água
    A empresa deve informar as condições de estanqueidade à água, com as regiões aplicáveis, bem como eventuais condições de impermeabilidade da telha.
  • Segurança ao fogo (NBR 15575-5)
    A empresa deve informar quais são as características de reação ao fogo da face interna, considerando a classificação em termos de propagação de chamas e densidade de fumaça, conforme a NBR 9442 e ASTM E 662. Poderá ser adotada também a BS EN 13823, juntamente com a ISO 11925-2, ou adotado ainda o método de ensaio definido no UBC 26.3, se aplicável. Deve informar também as características de reação ao fogo da face externa, conforme NBR 9442 ou, quando aplicável, método 1 da ENV 1187.
    Pode também informar valores de resistência ao fogo do sistema de cobertura ou do conjunto telhado + laje ou forro.
  • Desempenho térmico
    A empresa deve informar o valor da condutividade térmica do material constituinte da telha. Informar também a transmitância térmica do sistema de cobertura, considerando o telhado + laje ou forro.
  • Desempenho acústico
    A empresa deve informar características relativas à isolação sonora do conjunto cobertura ou conjunto telhado + laje ou forro.
  • Durabilidade
    A empresa deverá apresentar informações a respeito da vida útil de projeto do produto e sobre estabilidade de cor dos componentes do telhado.

Manutenção

O fabricante deverá especificar os serviços importantes de manutenção para atingir a vida útil declarada e as condições e equipamentos necessários à realização dos serviços de manutenção.

A empresa poderá apresentar informações complementares, como transmissão luminosa e refletância à radiação solar.

 

publicidade

publicidade

Destaques da Loja Pini

A consulta dos profissionais ao site CONSTRUNORMAS não substitui, em hipótese alguma, o exame detalhado das normas técnicas vigentes junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Pelo contrário, as interpretações e apontamentos reunidos no site visam facilitar e estimular o consumo frequente das informações integralmente contidas nos textos das normas, comercializadas nos canais autorizados pela ABNT (http://www.abnt.org.br/)